quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Entrevista com os violeiros Zé Milica e Cleiton


MÚSICOS
José Avelim de Oliveira (Zé Milica), 57 anos, casado, 5 filhos, lanterneiro, natural de São Gotardo, mora no bairro Geraldo Marques.
Cleiton de Paula Ferreira, 22 anos, solteiro, engenheiro agrônomo, natural de Aramina - SP, mora no bairro Centro. 

MSG: Quando começaram a se interessar pela música?

Zé Milica: Aos 7, 8 anos.

Cleiton: Aos 5 anos.


MSG: Quais instrumentos vocês tocam?

Zé Milica: Cavaquinho, violão, craviola, guitarra.

Cleiton: Violão, viola, contrabaixo, guitarra.


MSG: Como vocês aprenderam?

Zé Milica: Aprendi olhando o pessoal tocar na folia de reis, ficava em frente olhando e quando eles iam embora eu executava (risos).

Cleiton: Aprendi com meu pai.


MSG: Qual a importância da música para vocês?

Zé Milica: A música, para mim, traz tranquilidade, distrai, nos faz lembrar de coisas boas, além de também alegrar o ambiente. A melhor coisa para mim é tocar no Asilo, ver a alegria dos velhinhos. Um dia eu cantando lá, um deles veio cantar comigo, amarram ele na cadeira pois ele tinha as pernas amputadas. Enquanto cantávamos o povo chorava.

Cleiton: A música limpa a alma da gente, traz amigos e alegria.


MSG: Vocês fazem show fora de São Gotardo? Quais cidades?

Milica: Sim, (risos) - Belo horizonte, Patos de Minas, Lagoa Formosa, Carmo do Paranaíba, Rio Paranaíba, Tiros, Aramina.


MSG: Nesse ano de 2015, São Gotardo completa 100 anos, vocês gostariam de deixar suas mensagens?

Zé Milica: Em primeiro lugar, parabenizar São Gotardo pelos 100 anos e pelo desenvolvimento da cidade. Podemos falar que ela evoluiu muito, uma cidade rica na qual o povo tem muito talento.

Cleiton: Primeiramente queria agradecer pelo carisma. O pessoal daqui acolhe a gente e em poucos meses vira família. Quero parabenizar pelo progresso da cidade, a agricultura fantástica, diferenciada das outras cidades. Uma cidade com muito progresso nesses 100 anos.


Entrevista: Roberta Cardoso de Oliveira, Joyce Maria Martins, 3º ano 03.

Nenhum comentário:

Postar um comentário